A vontade de morrer e a capacidade de mudar

heart-2323961_960_720

Dois assuntos hoje, interligados. Nem toda a gente tem a capacidade de transbordar positividade e felicidade a todo o momento (por mais que as redes sociais possam mostrar exactamente isso). Não é humanamente possível estar sempre bem ou passar pela vida sem dor. A dor é algo recorrente na vida normal do ser humano. Nascemos a sofrer e, se for preciso, morremos em sofrimento. Entre uma coisa e outra, vamos ter várias situações e momentos dolorosos, seja por perda, por trauma, por acidente, por mágoa, traição, o que seja. E, entre essas coisas, teremos outras. Situações felizes, engraçadas, emocionantes, alegres, divertidas, apaziguantes, e tudo o que possa ser bom.

Há muitas pessoas neste mundo a sofrer em silêncio, destroçadas, com sentimentos contraditórios sobre si mesmas, sobre o mundo, sobre o futuro – principalmente sobre o futuro. Sem conseguirem ver aspectos positivos de estarem vivas, de estarem cá, neste plano ou planeta, na vida que têm. Compreendo perfeitamente essa dor… Se não consegue prever coisas boas para si, como poderia querer aguentar estar cá em vão? Continuar a viver? A vida, assim, tem um sabor agridoce, sem esperança, sem alento, sem energia e sem alegria. Ninguém deveria viver assim.

Por mais que não sejam justas as suas circunstâncias, as suas vivências, as suas perdas, o seu sofrimento, não há nada que pode alterar aquilo que já foi, aquilo que se passou, aquilo que aconteceu. Em relação a isso não, não há nada a fazer. Só há dois momentos, ou duas alturas, em que é possível mudar alguma coisa: o hoje e o amanhã. O presente e o futuro. Acredite, se você decidir, no seu íntimo, e com toda a força do seu querer, eu digo: é possível superar tudo. Há dores que podem nunca desaparecer por completo, mas pode construir um novo futuro para si, com um sentimento diferente por tudo o que já passou, um sentimento diferente por si e pelo próprio futuro também.

Se não consegue mais, se acha que atingiu o seu limite, por favor, procure ajuda. Faça um último esforço nesse sentido, de se recuperar, de ajeitar o que se quebrou ou partiu em si. Se foi a confiança nos outros ou em si, ou mesmo no que o futuro lhe reserva, é altura de voltar a acreditar, criar esperança, de que é possível melhorar. É-lhe permitido superar o que quer que seja, é possível voltar a ser feliz ou encontrar momentos felizes, sentir-se alegre novamente. É possível voltar a estar bem, mesmo que isso leve tempo.

Faça terapia, faça coisas que são boas para si, relembre-se do que é sentir-se bem. Dê-se um tempo, dê um banho ou uma volta na praia. Ajeite o seu cabelo, coloque um batom e um rímel, sorria para a vida. Finja que está tudo bem, mas, por favor, acredite que pode mesmo ficar – tente que fique bem até que esteja, de facto, bem novamente.

One thought on “A vontade de morrer e a capacidade de mudar

  1. Importante procurar ajuda quando precisamos, ser feliz o tempo inteiro é uma ilusão, precisamos saber vivenciar tudo, dias felizes, dias tristes. E nada melhor que uma boa terapia para nos ajudar a entender a diferença entre eles e que sim podemos viver nossos momentos de silêncio e de relfexão sem dever nada a ninguém. Obrigada.

    Gostar

Deixe uma Resposta para mundodeanayahanna Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s