A coragem de dizer adeus

animals-1867018_960_720

Dizer adeus, desapegar, ou deixar ir, é das coisas mais dolorosas para um ser humano. A partida, seja ela qual for, deixa sempre uma marca, uma dor, saudade, tristeza, choque, negação, e todas as fazes possíveis do luto.

Para dizer adeus temos de largar, largar de algo que queremos muito – que se mantenha, que fique, que permaneça, que continue. Fazemos de tudo para evitar essa dor, adiamos o inadiável, rejeitamos a ideia, entramos em negação, “não pode ser”, pensamos e sentimos.

Seja uma morte, uma separação, um trabalho, um hábito, um relacionamento, um vício, a tudo isso temos apego, queremos manter. O “apego”, que tanto se fala, tem sido sinónimo de sobrevivência para a espécie humana: apego ao conhecido (trabalho, relações). Ao mantermo-nos no conhecido, asseguramos a sobrevivência da espécie e do nosso self.

Não alterando nada, repetimos comportamentos, hábitos e rotinas, que sabemos que nos levam, inadvertidamente, ao mesmo resultado. Não quer dizer que não tenhamos a expectativa, consciente ou inconsciente, que o resultado mude, quando uma situação não vai bem na nossa vida. Mas este texto não é para falar na mudança e como esta se pode dar.

Este texto fala da esperança, da coragem e do risco, do arriscar-se a fazer diferente, a deixar ir o que não serve mais, o que não lhe acrescenta, o que já não apresenta possibilidade de reparação ou evolução. Ao fazermos isso – é um processo que não se dá sem dor ou desconforto (incerteza, insegurança) – estamos a possibilitar a mudança, o salto no desconhecido.

Esses saltos são o que permitem a espécie avançar, evoluir. E nós, como indivíduos, também. Nas nossas vidas pessoais, são estes “saltos” que nos permitem crescer, amadurecer e evoluir. Sem eles, os “saltos”, os vários “deixar ir”, permaneceremos para sempre inalterados, e aquém da nossa capacidade de superar, transcender e ter aquilo que realmente queremos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s