O terapeuta não é um amigo

break-2297835_960_720

Pense na posição de um terapeuta? Quais são as funções do terapeuta? As tarefas? O papel que o terapeuta deve ter nas suas consultas? Qual o seu código de ética e de conduta? Qual o comportamento correcto que o terapeuta deve assumir? Ser imparcial, neutro, empático, não julgar, não criticar, não condenar, não dar opiniões ou palpites pessoais, não conduzir a pessoa em determinada direcção que ache mais correcta ou dizer ao cliente o que tem ou deve fazer.

Muitas pessoas procuram no terapeuta um amigo em quem possam confiar os seus segredos, com quem possam desabafar livremente, com quem se possam sentir à vontade. E sim, com um terapeuta deve sentir-se completamente à vontade para falar de todos os assuntos que o perturbem. Mas o terapeuta é um profissional que deve manter o seu distanciamento de alguma forma, o terapeuta é com quem está a estabelecer uma relação comercial: o terapeuta oferece determinado serviço que o cliente está a pagar.

Ou seja, há uma troca. O terapeuta presta o serviço para o qual foi contratado e o cliente paga esse serviço. O terapeuta só pode trabalhar consigo as suas questões estando presente e em sessão. Em sessão são recolhidas todas as informações relativas ao que quer ultrapassar, modificar ou resolver, e é em sessão que elas podem ser abordadas, discutidas e trabalhadas.

Fora da sessão, e do seu horário de trabalho, o terapeuta é cidadão comum. Tem amigos, família, companheiro ou companheira, tem de ir às compras, responder a mensagens e telefonemas, gerir a sua agenda, gerir as suas tarefas diárias e a sua casa também. Tem também os seus problemas, as suas situações do dia a dia, e tem também necessidade de descanso. O terapeuta não é o amigo das horas vagas com quem pode desabafar, daí existirem duas categorias distintas: a do terapeuta, e a do amigo ou familiar.

Com um amigo podemos desabafar a qualquer hora, sempre que esse amigo esteja disponível e o queira fazer. O amigo é diário de bolso, o terapeuta é diário de bordo. A terapia, ou cada sessão, é o momento que o terapeuta reserva para si. Na terapia faz-se a reciclagem de crenças, bagagem e padrões que já não servem para si. A terapia tem um propósito, há objectivos, tem uma função de fazer crescer, evoluir, transformar. Desabafo é jogar fora, é ventilar problemas, e faz falta e é necessário, mas com um amigo. Com um terapeuta encontram-se soluções.

Há situações de emergência emocional, de desespero, em que se contactam os psicólogos ou terapeutas, no sentido da contenção emocional, do apaziguamento momentâneo, do poder voltar a si novamente para poder reflectir e encontrar uma saída ou uma possibilidade para o dilema actual. Fora isso, desabafos consecutivos fora de horas, ou a toda a hora, saem da esfera da relação que se deve de ter com o terapeuta. Quando o terapeuta está fora da sua hora de serviço, é pessoa tal como você. Também tem as emoções e questões pessoais para por em ordem.

Há que encontrar os tempos de trabalhar em si, de ser ouvido, de fazer silêncio, de estar sozinho, de falar, de esperar. Ter cuidado com as expectativas para o terapeuta. O terapeuta não é um salvador supra humano, que tem de estar sempre disponível. O terapeuta tem trabalho para além das consultas, precisa também de desligar de problemas. Para além do mais, há sempre o trabalho oculto do terapeuta, que não é visto ou reconhecido: há que ler, estudar, meditar, descansar, aprender e também ser ouvido.

Cada pessoa deve ocupar o seu lugar no mundo e na sua esfera pessoal. Ter essa divisão bem clara. E ao terapeuta também cabe o papel de ser assertivo e manter o seu distanciamento ou neutralidade. Não o estranhe se o terapeuta afirmar a sua posição claramente. Ao terapeuta cabe o direito de não responder, ou não responder imediatamente a todas as solicitações. Não é humanamente possível. No tempo das redes sociais estes limites difundem-se. Contudo, continuam a haver limites.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s