Trabalho de luz e sombra

hand-4661763_1920

Tempos estes que vivemos… Existe todo um jogo de interesses económicos e políticos relativos a este vírus e a esta pandemia. Há que diga que foi um vírus criado e libertado na população com o intuito de prejudicar a Europa, para que as superpotências possam ganhar (ainda) mais terreno e comprar acções, empresas ou sabe-se lá mais o quê. O meu intuito hoje não é falar nisso. Não só não sou especialista nesses temas, como prefiro não me envolver em pensamentos sobre o assunto, porque é, de facto, assustador.

No que eu quero mesmo falar é no jogo por cima de tudo isso, acima de tudo isto, de todos os interesses, da massa dos grandes governos mundiais, das grandes famílias e corporações que possam mandar nisto tudo e que nós podemos nem ter noção. Acima de tudo isto, eu acredito, que há um plano. Um plano superior, um plano de luz, um plano de sentido e de evolução humana e planetária, considerando que onde há o mal, também há o bem, um bem maior a zelar por nós, que trabalha contra esta cabala humana ou extra humana que quer controlar a população e induzir ao medo e ao controlo.

Prefiro, ou escolho, acreditar nessa força que nos conduz ao melhor resultado possível, independentemente do nosso sofrimento, das nossas dificuldades ou da dor das nossas condições actuais. Somos meros humanos, meros peões ou até marionetas que seguimos determinados ideais, determinados produtos, marcas, tendências, etc., que são completamente manipulados pelos media e pelas grandes empresas mundiais, e nem nos apercebemos disso.

As nossas escolhas, os nossos pensamentos, as nossas decisões, ao que aspiramos, muitas vezes é totalmente condicionado por uma série de factores e “braços invisíveis” que nos programam à distância. Falei em tempos de um documentário que exemplifica bem o que estou a dizer: O século do ego. E, nesse caso, somos um somatório de programações familiares, sociais, culturais e transgeracionais. Tantas as influências que nos moldam e quem nem temos noção.

O trabalho de luz e sombra, muito mais do que está a acontecer lá fora, e que é uma repetição constante, um ciclo que repetimos através dos séculos e dos milénios, é também aquilo que se passa dentro de nós, entre o nosso ego e a nossa alma. A nossa personalidade e algo que é muito maior do que ela. Eu escolho guiar-me por isso. Muitas vezes também mergulho no desespero, na raiva, na frustração, na impotência e na tristeza de tudo isto, mas a seguir, escolho, decido conscientemente não me ligar nisso, e ligar-me em algo: a minha calma, a minha sabedoria interior, a minha alma ou a minha intuição.

Nesses momentos, regresso a um espaço de segurança dentro de mim, um espaço seguro e calmo que sabe mais do que a minha mente e que simplesmente confia que o melhor está por vir, que o melhor está a ser feito, seja lá o que isso for. A minha mente não tem a capacidade de entender o grande plano e entender estas injustiças que acontecem diariamente no mundo, sejam elas quais forem. Simplesmente é maior do que eu, do que a minha capacidade de entendimento, é grande demais, pesado de mais para mim. Como tal, resumo-me à minha individualidade, regresso a mim, à humildade e à renúncia de tentar colocar-me numa posição que não pode ser a minha, que é saber afinal o que se passa e rebelar-me contra isso.

Fico em mim. Fico com o que sei o com o que não sei. Com o que concordo e com o que não concordo. Mais não posso, é grandioso demais. Sou uma peça a cumprir o plano, com o que me cabe, com o que posso e com o que me compete. A mais não sou obrigada. E isto tranquiliza-me. Fico no que é e no que pode ser a cada momento. E isso é tudo, isso é suficiente para mim, e aí consigo ficar em paz com tudo o que está a acontecer, tal e qual como está a acontecer. Sou simplesmente uma testemunha do processo e isso é ficar em mim, com todos os condicionamentos e limitações que possam existir, e apesar deles.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s