O reino do Ego

microphone-1209816_1920

O reino do Ego tem um trono, e o Ego se não está lá sentado, enlouquece, grita e estrebucha, assim que sente que deixa de pertencer (comandar/controlar) ou que lhe é retirado esse trono. Somos nós que temos de lá estar sentados, nós Consciência, ele deve submeter-se à função de conselheiro, tal como o medo, que é um missionário do Ego.

O Ego serve a Personalidade, a Consciência deve servir a Alma. Ou seja, há três forças a funcionar em nós: Eu Ego, Eu Consciência e Eu Alma. O Ego serve a personalidade, o medo, os problemas, as preocupações e a sua função é controlar. A Consciência serve a clareza, o discernimento, a intuição e a sua função é observar e decidir. A Alma serve o propósito superior, serve a conexão, o alinhamento e a actualização e a sua função é guiar e aconselhar.

A Alma testemunha, manifesta-se calidamente, sabiamente, como um sussurro. A Alma está acima da Consciência e da Personalidade, como numa hierarquia. A Personalidade é o ego criança, que se rebela, que gosta de ter sempre razão, que amua, que faz birra, que quer tudo à sua maneira. A Consciência é como se fosse o pai ou a mãe bondosos, maduros, ponderados, ou o ego adulto. A Alma o avô ou a avó sábia, experiente, que tudo sabe e que tudo já viu e experienciou e sorri perante a irreverência dos mais novos.

A Consciência Unificada é poder integrar estes três elementos, considerando que somos ego e personalidade também, a viver uma realidade espiritual no plano terreno. Podem até nem se identificar com esta teoria mas o que é certo é quem existem vários planos, vocês já experienciaram isso, quando estão em paz, quando estão seguros de algo que vos surge dentro, quando seguem um instinto, quando ouvem a intuição e se surpreendem com a sua exactidão.

Muitas vezes queremos ignorar essa realidade que nos põe à prova, de que não somos só isto, ideias, pensamentos, emoções e uma realidade banal. Todos se podem identificar com isto, com esta ideia, por isso olhamos para os céus, por isso contemplamos a natureza e todas as suas formas, por isso nos deslumbramos e maravilhamos com ela e com o espaço, o universo enigmático, que está ali em cima com os seus mistérios e segredos, a sorrir docemente para nós, num convite: “Olhem, olhem para vós. Também vós são pó das estrelas, também vós são Eu, este infinito espaço, matéria e energia primordial.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s