Vai ficar tudo mal antes de ficar tudo bem

button-2076_1920

Não são tempos fáceis. Muitas empresas podem, e estão a ir, à falência. Muitas pessoas estão a ficar sem as suas fontes de rendimento e as ajudas sociais são muito parcas para fazer face às despesas mensais e às verdadeiras necessidades de um agregado que não tenha meio de subsistência nem ajuda de familiares. Ainda estamos por saber quais as verdadeiras consequências desta crise que estamos a passar, e todos nos sentimos um pouco, ou muito, perdidos e em suspenso.

Há muita gente que mantém os seus trabalhos, ou que se encontra em teletrabalho ou layoff, que mantém os seus ordenados, ou uma parte deles. Mas há muitas pessoas desprotegidas financeiramente, a recibos verdes, que não têm descontos há tempo suficiente para pedirem apoios sociais, ou que, recebendo, é muito pouco. Há muito em jogo neste momento, muitos potenciais desfechos, muitos potenciais em aberto, mas ninguém consegue prever o que, ao certo vai acontecer, nas nossas vidas e nas nossas carreiras.

Uma coisa sei, a saúde mental pública sofreu um abalo. Ao juntar aos problemas preexistentes, junta-se esta imprevisibilidade e ruptura de certezas, o isolamento em si, o afastamento de tudo o que é conhecido e expectável, a tristeza de constatar sofrimento humano, a preocupação com a própria saúde e futuro. Há muita gente a não conseguir dormir, a ter pesadelos, com ansiedade, crises de pânico, hipocondria, depressão e síndrome do pensamento acelerado, que é o sinal de uma mente que não pára e que cuja produção de pensamentos parece incontrolável.

Para isso eu sei o que fazer. E nesta fase, mais do que nunca, é confortar-se com um recorrente “é viver um dia de cada vez”. Toda a crise é temporária. Independentemente de qualquer coisa, o seu humano tem uma capacidade incrível para se reinventar, ainda que no meio da crise não se consiga ver uma saída, quando a necessidade surge, a solução também. É nisso que temos de nos focar. Aqui vão algumas sugestões para enfrentar esta fase de incertezas:

1. Encontrar a saída – focar nas soluções

Perceber o que neste momento é possível fazer. Para cada problema encontrar uma solução. Vai ver que a sua ansiedade vai baixar se o fizer, ao invés de só se queixar e problematizar. Sim, há coisas que não têm solução, como tal solucionadas estão. E há coisas que só o tempo vai resolver. Às vezes o problema maior é mesmo o não saber, ficar no vazio e no desconhecido. Não saber o que vai acontecer, não saber quanto tempo vai durar até que tudo passe, etc.

2. Ficar no que é – viver momento a momento

É como as notícias, elas vão saindo a pouco e pouco, de acordo com o que se vai sabendo e descobrindo. Assim é a vida, só podemos saber aquilo que é possível saber a cada momento. O futuro vai desenrolando-se como pode e como é para ser. Quem controla isso? Não somos nós, de certeza. Ficar no que é não dá margem para muito. Apenas o que sabemos, apenas o que é possível e apenas o que é. E isso deve bastar.

3. Encontrar distracções – distrair a mente e o foco nos problemas

Não parece muito, e não parece útil nem produtivo, mas é mesmo assim. Agora há tempo, e muito. Não para todos, mas para muitos de nós. E sim, para distrair dos problemas, nada melhor do que qualquer ocupação. Um hobbie, um desporto, um passatempo, qualquer coisa que sirva para se ocupar e distrair do que se está a passar no mundo. É natural sentir angústia, preocupação, ansiedade e medo, mas tudo isso paralisa e faz-nos congelar, deprimir e desesperar. Tudo bem dar espaço a essas emoções, mas não pode ficar nelas indeterminadamente. Ponha música alta, um filme de comédia, veja coisas disparatadas e faça coisas que gosta para tirar a mente das preocupações.

4. Voltar-se para dentro – encontrar um estado de presença e paz

Parece muito místico e transcendental, mas não desespere. Qualquer coisa simples pode servir para isto, basta uma música inspiradora, um livro, um podcast ou um vídeo do youtube que lhe traga tranquilidade e um senso de presença e autocontrolo. Tudo o que lhe traga uma sensação que, neste momento, tudo está em ordem, que faz o que é possível e que há que confiar que tudo tem um porquê e que tudo irá resolver-se, seja como for.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s