As emoções não se resolvem, sentem-se

sunflower-1127174_1920

É verdade, o meu tema favorito: emoções. E o que quero dizer com esta frase, as emoções não se resolvem? Exactamente isso: as emoções não se resolvem, as emoções sentem-se. As emoções são para sentir, processar a mensagem que trazem, acolher e deixar ir.

Defendo que as emoções são mensagens importantes do nosso interior. O corpo físico dá sinais e sintomas, a mente traz pensamentos e ideias e o corpo emocional traz emoções e sentimentos. Da mesma forma que dá atenção a uma dor de cabeça ou uma dor de dentes tomando qualquer coisa para aliviar o sintoma, o que faz às suas emoções? Normalmente ignora, provavelmente. E elas ficam ali, a pulsar dentro de si, a crescer, a sinalizar que estão ali, para que finalmente possa vê-las.

Tenho percebido que os ataques de pânico são isso mesmo, um crescendo emocional das tais emoções não vistas, até elas gritarem agonizadas. Sempre me dizem: mas os meus ataques de pânico vêm do nada! Do nada não, porque nada vem tão intenso do vazio. O pânico vem do medo, o medo cria ansiedade, ansiedade em excesso faz transbordar o copo que já está cheio. Se tem ataques de pânico não hesite em procurar ajuda, preferencialmente hipnose – é a técnica mais eficaz na redução e gestão da ansiedade, e consequente redução e extinção dos ataques de pânico – porque não, não precisa ter ataques de pânico.

Precisamos sim sentir o que houver para sentir. De nada adianta fugir. Quer dizer, adianta no sentido em que evita sentir dor, tristeza, ou outra emoção que não queira sentir, mas a longo prazo essa fuga não resulta porque, mais cedo ou mais tarde, vai ter de se confrontar com essas emoções. As emoções podem ser abafadas, recalcadas, ignoradas, mas à medida que o tempo passa, e as situações acontecem, as desilusões e as frustrações também, as emoções estão lá, à sua espera, como que a dizer: “Agora já estás preparado/a para mim?”, e aí o verdadeiro trabalho de cura pode acontecer. Vermos o que precisa ser visto e acolher essa nossa emoção.

Por isso, pode fazer reiki, meditar, fazer yoga, retiros, cursos, workshops, ler todos os livros de autoajuda que quiser, mas enquanto não fizer um trabalho de base com as suas emoções e convicções ou crenças, ficará sempre a faltar algo. Eu sei, eu já passei por isso. E o que é acolher as emoções? Aceitá-las, dizer-lhes: “Pronto, já passou, eu estou aqui. Agora eu vejo o que me queres dizer”, e elas podem repousar então.

3 thoughts on “As emoções não se resolvem, sentem-se

  1. Verdade!! Escrevo por experiência própria, tive crises de ansiedade e ataques de pânico que me paralizaram a vida por quase 20 anos e foi a tratar e a reviver as minhas emoções adormecidas, uma a uma, com hipnose com a Dra. Paula, que hoje estou solta dessas amarras. Hoje sim, vivo e sou feliz. Aconselho vivamente. Eterna Gratidão Dra. Paula. Beijinhos e obrigado por tudo.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s