O peso dos desabafos dos pais para os filhos

Os pais, por vezes, desabafam à frente dos filhos, queixando-se do seu casamento, da sua vida e das dificuldades que tiveram até ali, ou das dificuldades que a educação dos filhos lhes traz, dizendo coisas como: "Tens sido tão difícil a criar...", "Tens dado tanto trabalho", "Não tens sido nada fácil, não sei o que … Continue a ler O peso dos desabafos dos pais para os filhos

Não nascemos em branco

Existe uma teoria que defende que todos nascemos como uma folha de papel em branco, ou tabula rasa, e que ao crescermos, vamos adquirindo as percepções, os pensamentos, as crenças e os comportamentos, de acordo com o que nos rodeia, como se a nossa consciência fosse desprovida de qualquer conhecimento inato. Com os estudos das … Continue a ler Não nascemos em branco

Contestar pensamentos recorrentes

No podcast desta semana, A mente mente, falei um pouco disto: das nossas crenças e dos pensamentos decorrentes delas e em como podemos contestar esses mesmos pensamentos, quando eles nos levam a nos sentirmos um fracasso, deprimidos ou ansiosos, por exemplo. As teorias cognitivas defendem que o que pensamos determina o que sentimos, e de … Continue a ler Contestar pensamentos recorrentes

O princípio multiplicador e a equanimidade

Tenho usado bastante esta expressão ultimamente, que me surgiu em uma das minhas consultas. Tentando explicar o que acontece quando tomamos as dores de outras pessoas, fenómeno tão comum em quem procura terapia, e talvez até entre todos nós. Ao fazermos isso, estamos a multiplicar essa dor, e não a dividi-la ou a amenizá-la. O … Continue a ler O princípio multiplicador e a equanimidade

Há partes nossas que se recusam a morrer

Defendo esta teoria, quase como uma explicação para as nossas defesas ou resistências relativamente à mudança e aos assuntos do coração. Criamos uma série de defesas para nos protegermos de desilusões, dor, mágoa, perda, ou, no geral, do sofrimento. Contemos o choro, aprendemos a ser duros, resilientes, marchando em frente tal soldados da vida, porque … Continue a ler Há partes nossas que se recusam a morrer