Não conseguimos salvar ninguém

Já vos tinha dito isto? Pois é, que terrível notícia para quem tem o síndrome do salvador, que quer resgatar tudo e todos do seu sofrimento e miséria existencial. Quem pode com as dores dos outros? Os salvadores, pois está claro. Podem com tudo, só que não. Cuidam - ou tentam cuidar - das dores … Continue a ler Não conseguimos salvar ninguém

Estamos infinitamente sós

Desde que nascemos, e se corta o vínculo físico com o útero, vivemos dissociados uns dos outros, enquanto indivíduos, e passamos a ser seres unos, individuais, uma unidade só. Mas essa unidade estranha a sua individualidade e quer regressar a um estado de "graça" e comunhão com o todo que tinha enquanto na barriga da … Continue a ler Estamos infinitamente sós

Responsabilidade que pesa vs responsabilidade que liberta

A responsabilidade que pesa é aquela que é excessiva, que é a mais, demais para nós, e muitas vezes não nos pertence só a nós - trazemo-la de trás, dos antepassados, dos padrões familiares, das mulheres ou dos homens da família. A responsabilidade por outros ou por coisas pelas quais nada podemos fazer, como a … Continue a ler Responsabilidade que pesa vs responsabilidade que liberta

Paixão, intensidade e perda

Já viveu uma grande paixão, daquelas que fazem perder o fôlego quando vê a pessoa ou quando ela lhe liga ou manda mensagem? Uma paixão que mais parece uma obsessão? Aquela grande paixão que nunca esquece e que, inevitavelmente, compara com todas as pessoas que conhece e sente-se frustrado/a por mais ninguém igualar todas as … Continue a ler Paixão, intensidade e perda

Tirar o palco ao ego

O que é que o ego necessita? Atenção. Precisa de espaço, não gosta de ser contrariado, não gosta de ser criticado, não gosta de se sentir segunda opção, não gosta de ser deixado para trás. O ego gosta de ser o centro das atenções, é vaidoso, orgulhoso e melindroso. Fere-se muito facilmente, principalmente quando as … Continue a ler Tirar o palco ao ego